28 de dez de 2012

As cores da virada


Há cerca de uma semana começou uma discussão sobre qual cor usar no réveillon  ou melhor, qual cor de calcinha usar, já que era inadmissível não usar branco nas outras peças.
Como se fosse fácil usar uma calcinha colorida sob uma roupa branca!
Eu pensei logo numa calcinha colorida porque não quero ir de amarelo ser uma mulher cheia de dinheiro tendo que contratar garotos de programa para me fazerem companhia no sábado a noite. Eu já quis isso, mas eu tinha 16 anos e muita coisa mudou desde então.
Não quero ir de vermelho e me envolver numa paixão avassaladora com prazo de validade, e ter que usar vermelho outra vez na próxima virada.
Cor de rosa? Também não, se não me serve dinheiro sem cia, também não quero o amor numa cabana, em 3 meses ou menos estaria tudo acabado em discussões do tipo quem vai pagar o que, ou quem tem mais direito que!
Branco é uma cor que não gosto muito, na verdade não gosto nenhum pouco, primeiro que todo reveillon chove,e não faço o tipo gata molhada,  eu sei, estou generalizando e vai aparecer um monte de gente me postando fotos de uma dezena de viradas sem chuva. Suponhamos que a previsão do tempo erre esse ano e não tenha chuva, sempre que estouram as champanhes eu tomo um banho, sempre, sempre eu fico mais suja que criança em festa de aniversário, mesmo que eu fique imóvel. E digo mais, já me vesti de branco, e meus anos não chegaram nem perto da paz.
Dizem que o preto da poder e confesso que uso as vezes, ainda não sei se vai ser assim este ano.
Dourado e Prata, por mais que tragam brilho, destaque, "good vibrations",  eu não arrisco apesar de ter algo usável.
Azul, verde, lilás, e qualquer outra cor, eu não uso nem durante o ano, não seria agora que eu usaria. Faltou a cor da saúde, eu acho que isso só um bom médico, uma alimentação equilibrada e exercícios físicos podem garantir, mas esse já é outro assunto o das resoluções de ano novo.
O importante é que nada garante nada, nenhuma cor vai te trazer coisa alguma se você não estiver bem, não estiver preparada para o novo, para encarar os desafios, e ultrapassar barreiras.
Cores, comidas, rituais são apenas muletas que nos apoiam e nos fazem pensar durante o ano : "Eu fiz isso no reveillon pra garantir aquilo pra mim agora, e isso vai ser meu, tem a obrigação de ser" Nem preciso dizer que esse pensamento por si só já nos faz sair do lugar. O que falta? Porque ainda não é?
Eu costumo dizer que o que faço na noite da virada se repete muitas vezes no meu ano e acaba sendo uma constante. Claro, só da sequencia na energia que eu estava produzindo há dias. Ninguém sofre na noite da virada poque quer, é apenas consequência e se é grave a ponto de te fazer chorar, não vai se resolver numa noite, nem ser esquecido, vai te fazer sofrer e chorar até que se resolva ou nossa cabeça preconceituosa e problemática possa diluir . O contrário também é verdadeiro.
Por isso faça de conta que não leu nada disso e acredite no que te faz bem, no que te traz felicidade, isso é o que importa, o resto deixa pra resolver no ano que vem.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails