31 de out de 2010

Beef Pot Pie


Sabe quando você quer comer uma coisa e não sabe o que é?
Eu estava assim, minha mãe se visse diria que estava parecendo galinha que quer botar, ia de um lado para o outro, lia receitas, olhava meu livro em inglês, traduzi metade, a outra metade precisava de um dicionário, e a fome aumentando.
Pensei, procurei e alguns dias depois consegui tirar a receita da cabeça, porque afinal foram tantas fontes de pesquisa, que acabei fazendo uma mistureba que deu certo.


Beef Pot Pie

Massa:
3 xícaras de farinha de trigo
1 colher de chá de sal
pimenta do reino a gosto
150 grs de manteiga gelada
água gelada até dar ponto

Recheio:
3 colheres de sopa de azeite 400 grs de filé mignon em filetes
2 cebolas bem picadinhas
2 talos de salsão
1 xícara de ervilhas congeladas
1 xícara de cenouras baby
2 dentes de alho picados
4 colheres de sopa de molho inglês
1 colher de sopa de molho de pimenta
150grs de champignon em laminas
2 colheres de sopa de catchup
sal a gosto
2 colheres de sopa de farinha de trigo.

Modo de Preparo:
Com a farinha, o sal, pimenta e a manteiga, faça uma farofa. Adicione água gelada até dar ponto, uma massa, lisa e homogênea.
Deixe descansar na geladeira.
Prepare o recheio, que é basicamente aquele refogadinho de carne, que todo mundo já fez um dia.
Refogadinho? Minhas colegas nutricionistas se debatem, carne tem que ser muito bem cozida, refogado serve apenas para legumes, ok ?
Aqueça o azeite, doure as cebolas, o alho, junte a carne e vá misturando, acrescente o molho shoyo , de pimenta, o catchup, tempere com o sal e coloque um pouco de água, para ir cozinhando, pode juntar vinho, caldo de carne ou cerveja para o cozimento, eu não gosto muito, por isso só usei água. Adicione os legumes, mais um pouco de água e deixe cozinhar.
Quando secar adicione mais água, deixe ferver, misture a farinha para encorpar o creme.Eu sempre vou adicionando 1/4 de xícara de água de cada vez, só para ajudar no cozimento sem deixar a mistura ressecada.
Retire do fogo e deixe esfriar bem para aplicar na torta.
Divida a massa em duas partes, abra com o rolo e espalhe sobre o fundo de uma forma ou refratário. Coloque o recheio e cubra com a outra parte da massa aberta. Faça furos para escapar o vapor, pincele ovo batido e leve ao forno médio por mais ou menos 30 minutos.

Essa torta me deu um trabalhão, comecei a fazer umas três vezes e não conseguia concluir, quando pensei que tudo estava certo, não encontrei o rolo de abrir massas, simplesmente sumiu, precisei improvisar, usei uma garrafa.
Fui ver um novo rolo para comprar, e eu só queria um rolo, não toda a lista de chá de cozinha, ficou para o próximo mês, vou continuar improvisando, ou não inventar receitas que precisem ser abertas.
Ah, a torta ficou exatamente como eu queria, uma delicia!

27 de out de 2010

Cupcakes de Brigadeiro


Eu vou preparando um monte de receitas, aí perco o cabo do celular e não consigo passar as fotos, fico toda atrapalhada, pior, nem sempre anoto as modificações que fiz na receita, fico horas olhando para a folha tentando lembrar, ainda bem que eu lembro.
Vou postar hoje a ultima receita que fiz, só para não ter duvidas, a sobremesa de sábado, ainda faltam alguns detalhes e a torta de carne, eu não lembro direito do recheio. Porque parece que quando fazemos menos coisas, as lembranças ficam mais espaças???

Pelo menos sei onde me inspirei para produzir o melhor cupcake de brigadeiro do mundo, foi no Cuecas na Cozinha, a receita é da Chef Marcella Lage, sócia da wondercakes, loja que se tudo der certo vou conhecer na quarta dia 3/11, eu a Gabriela , fiquem na torcida, tem só uns 6 meses que esse passeio está marcado.
Eu não tenho tempo de nada!!! Estou já tem muito tempo, um tanto desorganizada, por isso comecei a ler : Você, Dona do seu Tempo, do Christian Barbosa, já estou fazendo as tarefas ensinadas no livro, espero em breve, estar mais organizada, porque eu lí "Mais tempo e Mais Dinheiro" do Crhistian e do Cerbasi e comecei a juntar dinheiro, no principio parece que vai sufocar, que o dinheiro grita na conta, igual o doce grita na geladeira, o cartão de crédito samba na carteira, cada vez que você pensa que precisa de algo, mas aí é só lembrar do livro e o dinheiro fica lá guardadinho, não tenho nenhuma fortuna, mas estou pegando o hábito de guardar, é bom, dá muita segurança, saber que se vive com um pouco menos do que se acreditava, no meu caso quase nada, porque menos do que o que eu ganhava, era nada, não tem como dividir, rsrsrsrsrs.
E a receita?

Cupcakes de Brigadeiro:
Massa:
1 1/2 xícara de farinha de trigo
1 colher de café de bicarbonato de sódio
65 grs de manteiga
2/3 de xícara de açúcar refinado
2/3 de xícara de açúcar mascavo
3 ovos
1 colher de café de baunilha
1 pitada de sal
2 colheres de sopa cheias de cacau em pó
175 grs de chocolate meio amrgo derretido
150 ml de leite

Modo de Preparo:
Pré aqueça o forno a 180°
Peneire a farinha e ingredientes secos.
Bata a manteiga e os açúcares, até que fique um creme esbranquiçado e fofo. Vá adicionando os ovos, um a um, raspando as laterais da batedeira, até que fiquem bem incorporados. Acrescente a baunilha e o chocolate derretido. Adicione a mistura de farinha em 3 vezes, intercalando com o leite, até que estejam bem incorporados.
Coloque a massa nas formas de cupcake, enchendo até 3/4.
Retire do forno deixe esfriar sobre uma grade.

Recheio:
2 latas de leite condensado
50 grs de manteiga
50 grs cacau em pó
200grs de chocolate meio amargo picado
1 caixinha de creme de leite

Modo de Preparo:
Coloque tudo na panela, mexa sempre até cozinhar, soltar do fundo da panela, o ponto de enrolar, fica muito cremoso, mas fica firme.Deixe esfriar.
Recheie e cubra os bolinhos com esse brigadeiro, depois passe numa tigela com choco power boll, essas bolinhas de cereal preto e branco que são uma perdição.

Renderam 18 bolinhos


Acho que notaram que mudei algumas coisas, é que não tenho balança, e a tabela de equivalência me intriga.
Nem vou contar quantos comi, porque é uma vergonha, foi disputado a tapa, estou tendo que racionar cupcakes em casa para não ter brigas, agora quem quiser vai ter que encomendar, um fica com ciúme do outro se guardo um bolinho. Então são todos meus até que alguém compre.
Pessoal do ABC paulista é só ligar, com 1 dia de antecedência, pedido mínimo de 6 unidades.
11 6429 7418

20 de out de 2010

Cupcakes de limão e Merengue


Agora que tenho mais tempo, até consegui traduzir mais uma receita de cupcake do livro, esse seria o que eu faria primeiro, caso eu tivesse um maçarico, mas só agora consegui comprar um, e ninguém mais me segura, vou por fogo em todo açúcar que encontrar pela frente.
Eu que amo limão, tanto em doces, quanto em salgados esperei uma eternidade para experimentar e confesso, comi dois cupcakes, uma vergonha para quem quer emagrecer, e o pior, não compensei com nada.
Hoje o negócio é correr atrás do prejuízo!

Traduzi como de costume, primeiro usando meus conhecimentos linguísticos, depois um dicionário e por ultimo o google tradutor, só para ter certeza. Fui para a cozinha toda faceira porque a cada receita preciso menos do dicionário, preparei tudo com um orgulho de mim, o curd ficou delicioso, tanto que resolvi rechear, ao invés de só cobrir o bolinho, foi aí que comecei a ver meu erro, a receita da tia Martha estava exata, massa para 24 bolinhos e curd para COBRIR os 24 bolinhos, se rechear e cobrir, só dá para 12. E depois quando experimentei, descobri que apesar de delicioso o curd, ele tem um sabor forte, só um paladar muito masoquista para aceitar bem, é claro que passou no teste do iNeto, o chato gostou, as crianças acharam muito azedo, então fica a dica, para rechear só se for para adultos e que gostem muito de limão.

Outra coisa, só agora postando, procurando o link para indicar de onde vem a receita é que descobri que tem um vídeo de como fazer, e ou eu traduzi errado, ou ela fez diferente, o curd, na tradução manda ir ao fogo, no vídeo vai ao banho maria e fica bem menos consistente. Vou experimentar futuramente dessa outra forma. Se alguém traduzir de outro jeito, por favor, me diga.




Cupcake de limão com merengue
Faz 24

    
* 3 xícaras de farinha de trigo
    
* 1 colher de sopa de fermento em pó
    
*
1 / 2 Colher de chá de sal    
    * 1 xícara de manteiga sem sal, em temperatura ambiente
    
* 2 xícaras de açúcar
    
* 4 ovos grandes, em temperatura ambiente
    
* Raspas da casca de 3 limões (cerca de 3 colheres de sopa), mais 2 colheres de sopa de suco de limão fresco
    
* 1 colher de chá de baunilha extrato
    
* 1 xícara de creme de leite
    
* Curd de limão
    
* Cobertura de Merengue
Modo de Preparo:

   
1. Pré-aqueça o forno a 180 graus. Prepare as formas de cupcakes com as bandejinhas de papel.  Misture a farinha, o fermento e o sal.
   
2. Com a batedeira em velocidade média-alta, bata a manteiga e o açúcar até ficar fofo. Adicione os ovos, um de cada vez, batendo até  incorporar, raspando os lados da bacia quando necessários. Acrescente as raspas e baunilha. Adicione a mistura de farinha em três lotes, alternando com duas adições de creme de leite e suco de limão e bata até combinar tudo depois de cada adição.
   
3. Divida a massa igualmente entre as formas, preenchendo cada três quartos . Leve ao forno, até dourar e um testador de bolo inseridas no centro, saia limpo, cerca de 25 minutos. Transfira para uma gradinha para esfriar completamente antes de remover cupcakes. Cupcakes podem ser armazenados durante a noite em temperatura ambiente ou congeladas até 2 meses, em recipientes hermeticamente fechados.
   
4. Para finalizar, espalhe uma colher de sopa de curd limão em meio de cada cupcake. Encher um saco de confeiteiro com um bico estrela gigante. Aplique o merengue em cada cupcake, rodando a ponta ligeiramente e liberando como você puxa para cima para formar um pico. Mantenha um maçarico pequeno de 3 a 4 centímetros da superfície da cobertura, e movê-la para trás e para frente até que o merengue esteja ligeiramente dourados por toda parte. Sirva imediatamente.


Lemon Curd
Faz aproximadamente 2 copos (suficiente para cobrir os 24 cups)

    
* 8 gemas grandes
    
* Raspas finamente ralada de 2 limões
    
* 1 / 2 xícara mais 2 colheres de sopa de sumo de limão (cerca de 3 limões)
    
* 1 xícara de açúcar
    
* 1 pitada de sal

    *  10 colheres de sopa de manteiga sem sal, fria, corte em pedaços
Modo de Preparo:

   
1. Misture as gemas, as raspas de limão, suco de limão e o açúcar em uma panela de fundo grosso, misture para cozinhar. Cozinhe em fogo médio, mexendo sempre com uma colher de pau (não se esqueça de raspar as laterais da panela), até a mistura ficar espessa o suficiente para cobrir as costas da colher, de 8 a 10 minutos.
   
2. Remover panela do fogo. Adicione sal e manteiga, um pedaço de cada vez, mexendo até ficar homogêneo. Passe por uma peneira fina em uma tigela média. Cubra com filme plástico, pressionando-o diretamente na superfície do creme para evitar a formação de uma pele. Leve à geladeira até gelar e definir, pelo menos 1 hora ou até um dia.

Merengue
Faz cerca de 8 copos (sobrou muito, dá para fazer meia receita)

    
* 1 1 / 2 xícaras mais 2 colheres de açúcar
    
* 2 / 3 de xícara de água
    
* 2 colheres de sopa de glucose de milho
    
* 6 claras de ovos grandes, em temperatura ambiente
Modo de Preparo:

   
1. Misture 1 1 / 2 xícaras de açúcar com a água e xarope de milho em uma panela pequena, clip um termômetro de doces ao lado da panela. Leve para ferver em fogo médio, mexendo ocasionalmente, até dissolver o açúcar. Continue fervendo, sem mexer, até a calda atingir 230 graus.(ponto de fio forte)
   
2. Enquanto isso, na tigela da batedeira com a raquete, bata as claras em velocidade média-alta até formar picos moles. Com a batedeira em funcionamento, adicionar 2 colheres de açúcar restante, batendo até misturar.
   
3. Assim que o xarope de açúcar chega a 230 graus, retire do fogo. Com a batedeira em velocidade média-baixa, despeje a calda fervente lentamente e constante. Aumente a velocidade para média-alta, bata até que a mistura esteja completamente frio (teste tocando no fundo da tigela) e duro (mas não seco) formar picos, cerca de 7 minutos. Use imediatamente.



Se alguém quiser ver o vídeo e conferir a receita original, ela está aqui, muitas das receitas do livro estão no site.
Lá vou eu outra vez para a cozinha, preparar algo para uns concursos que estão rolando.
Ah, também vou preparar o almoço, eu também faço comida, só não posto porque só tenho um celular para fotografar e foto de comida mal feita, nem preciso falar o que parece, nos doces ainda dá para disfarçar!

19 de out de 2010

Barrinhas de Maçãs


Fiz essa receita tem um bom tempo, gosto de fazer e postar, mas como precisava aproveitar os domingos para preparar e algum momento de folga, para postar, a receita foi ficando, junto com ela mais um monte de coisinhas gostosas, que vou fazendo, fotografando e esperando sei lá o que para postar.
Agora que fui demitida, sim eu consegui ser demitida, não sou mais uma técnica em nutrição de merda, não preciso mais usar meu uniforme de picolé de creme, picolé é para a nutri psicopata, eu era um bom cascão de vanilla.
O fato é que pedi pra sair, para me tornar uma confeiteira de verdade, estudar mais, confeitar mais, já até arrumei um trabalho na área, não é fixo, mas quebra um galho, estou procurando outros do mesmo jeito, em buffets ou confeitarias, para ajudar na produção. Então se alguma doceira precisar, é só chamar.
Também estou preparando uma apostila de cupcakes para dar cursos, continuo traduzindo o livro de cupcakes e alguns outros, acho que trabalho não irá faltar, espero que dinheiro também, afinal tenho filhos para criar e uma faculdade de gastronomia por fazer.

Enquanto a faculdade não pode ser financiada, vou fazendo minhas pesquisas nos blogs e nos livros, essa barrinha eu peguei no Technicolor  Kitchen , já falei que ando sempre por lá, babando e copiando receitas, aliás tenho tantas receitas que não sei se terei tempo de fazer todas nos meus 137 anos de expectativa de vida. É bom começar logo a por em prática.


Barrinhas de Maçãs 

Recheio de Maçã:
5 maçãs descascadas, sem sementes e picadinhas
1 1/2 colher de sopa de manteiga sem sal
1/2 colher de chá de canela em pó

Comece pelo recheio: junte as maçãs, manteiga e canela numa panela média e leve ao fogo baixo, mexendo algumas vezes, por 5 minutos ou até as maçãs ficarem macias. Deixe esfriar completamente.

Cobertura:
1 1/4 xícaras + 1 colher (sopa) - 185g - de farinha de trigo
1 colher (chá) de fermento em pó
1/2 xícara + 1 colher (sopa) - 127g - de manteiga sem sal, em temperatura ambiente
3/4xícara + 1 colher (sopa) - 162g - de açúcar refinado

Agora, a cobertura: coloque a farinha, o fermento, a manteiga e o açúcar numa tigela média e misture usando as pontas dos dedos, até formar uma farofa. Reserve.

Base:
100g de manteiga sem sal, em temperatura ambiente
1/2 xícara + 1 colher (sopa) - 112g - de açúcar refinado
1 ovo
1 xícara + 1 colher (sopa) - 150g - de farinha de trigo peneirada
1 colher (chá) de fermento em pó peneirado
1 colher (sopa) de leite
açúcar de confeiteiro, para polvilhar

Pré-aqueça o forno a 160ºC; unte com manteiga uma forma retangular de 20x30cm, forre com papel manteiga ou papel alumínio deixando sobrar para fora da forma, formando “alças”. Unte o papel com manteiga e reserve.

Para a base, bata a manteiga e o açúcar com a batedeira até obter um creme claro. Junte o ovo e bata bem. Com a ajuda de uma espátula de borracha/silicone, misture a farinha, o fermento e o leite. Espalhe a massa na assadeira preparada – a camada ficará fina – cubra com o recheio frio e em seguida com a farofa. Asse por 40 minutos ou até dourar.
Deixe esfriar, remova da forma com a ajuda das “alças” de papel alumínio e corte em quadradinhos. Polvilhe com açúcar de confeiteiro e sirva.

Cortei com o cortador de biscoitos para todas ficarem iguaizinhas, ficaram deliciosas, gosto muito de maçãs, e do perfume que espalha pela casa, quando preparamos algo com elas.
Nestes dias frios de primavera e horário de verão é uma ótima pedida.

12 de out de 2010

Nhá Benta Cupcakes - Hi hat cupcakes


Não vou me alongar, nem falar sobre o dia das crianças, nem sobre meu feriado, não serei reduntante, não nos comentários, já basta a receita, mais um cupcake.

Já tem um tempo que quero fazer essa receita, ainda assim, não a fiz, não original do livro e do site da Martha, juntei receitas minhas e aproveitei a ideia.

Uma massa de cupcakes de chocolate, usei este aqui .
Recheio de brigadeiro daqui.
Cobri com marshmalow, que preparei assim:
Coloque 1 xícara de açúcar numa panela com 1 1/2 xícara de água e 1 colher de café de cremor de tartaro.
Leve tudo ao fogo até formar uma calda em ponto de fio forte.

Enquanto a calda cozinha, sem mexer, por favor, coloque 3 claras em neve na batedeira e 6 colheres de sopa de açúcar, deixe bater até formar picos duros, pingue algumas gotas de essência de baunilha e de amêndoas.
Continue batendo, despeje a calda saída do fogo e bata até esfriar.
Coloque num saco de confeitar e decore os cupcakes.

Depois de feito isso, é só banhar no chocolate hidrogenado, isso se você gostar, porque eu sou teimosa, e não suporto esse tipo de chocolate, então usei um chocolate ao leite, mais ou menos 500 grs, derreti na potencia média no MO e misturei 3 colheres de sopa de óleo de canola.
Temperei normalmente como o chocolate de verdade pede e banhei os cups, dica : o marshmalow não desgruda do bolinho quando é banhado, se você não rechear os bolinhos, se usar recheio, não recoloque a tampinha do bolo, eu recoloquei porque não pensei antes e tive algum trabalho na hora de banhar, porém entre mortos e feridos sobreviveram todos.

Ah, como usei o chocolate tradicional, é bom levar a geladeira para endurecer e formar uma casquinha crocante.

Estão esperando o que para fazer e liberar sua criança interior? Eu sei que você está babando!!!


11 de out de 2010

Churro, ou churros???


Dizem que lá na Espanha, só se diz "Churro", como é difícil comer apenas um, por aqui se diz "Churros", não me importo muito, sei que quando era criança, hoje já posso dizer que sou pós adolescente, não podia sair de casa sem parar numa lanchonete e comer um pastel e um churro.
Algumas vezes tentei fazer em casa, mas espirrava muito e a massa ficava crua por dentro, até que na semana passada precisei fazer, foi um susto.
Recebi as orientações, os primeiros não ficaram bons, mas depois acabou saindo, o segredo está na temperatura do óleo, se deixar muito quente ele vai dourar rápido e ficar cru por dentro, sem contar que explode mesmo.

Outra coisa, não tenho o bico próprio para fazer o churro ficar com um furo no meio e rechear como é costume no Brasil, porque o original é frito e tchutchado no chocolate quente ou no doce de leite, que é um creminho, menos pastoso que o utilizado aqui, quase um leite condensado.
Não adianta eu ficar aqui descrevendo, melhor mesmo eu passar a receita e vocês experimentam.

Comecei fazendo o doce de leite, coloquei um litro de leite numa panela alta, com 1 xícara de açúcar, deixei cozinhando em fogo baixo, mexendo as vezes, até encorpar, ficou bem claro, e não muito doce, quanto mais açúcar colocar, mais rápido fica pronto e mais doce também.

Preparei a massa enquanto cozinhava o doce, usei 1 copo de água, 1 colher de sopa bem cheia de margarina, uma pitada de sal,  1 copo de farinha de trigo, 3 ovos.

Coloquei numa panela a água, a margarina e o sal, deixei abrir fervura, despejei a farinha de trigo, mexi até formar uma bola, retirei do fogo e fui adicionando os ovos, um a um, até formar uma pasta, bem consistente.
Deixei esfriar por completo.
Coloquei o óleo para esquentar e a massa num saco de confeiteiro com o bico 1M, pitanga da wilton.
Quando o óleo está quente, pressione o saco bem próximo do óleo, corte a massa com uma faca ou uma tesoura, untada, com o p´roprio óleo da fritura, se notar que o churro está dourando muito rápido, afaste a panela do fogo, para que o óleo, perca temperatura, deixe dourar, retire da panela e escorra sobre papel absorvente.

Passe no açúcar com canela, e sirva com o doce de leite. É claro que caloria pouca é bobagem, as crianças queriam com chocolate quente e o mais próximo que tinha em casa do chocolate era ovomaltine, não pensei muito, misturei o ovomaltine no doce de leite, coloquei em copos  e servi o churro, ou neste caso os churros.

Não consegui contar o rendimento porque as boquinhas nervosas não paravam de pegar enquanto eu preparava, quase não consigo fazer as fotos.
Com esse friozinho, é uma ótima sugestão para a tarde do dia das crianças, ou para a véspera, ou o dia seguinte, fala sério, quem precisa de uma data para fazer doces???

7 de out de 2010

Talharim ao Pesto


Tem muita coisa acontecendo que não estou contando, como por exemplo,  o trabalhinho por fora que arrumei, que é mais rentável e realizador que o oficial, passei uma semana trabalhando igual gente grande, e ADOREI!
Prometo conversar com a Mariana, amiga que trabalha por lá e me indicou, e se ela liberar as fotos eu publico aqui com alguma receita. Aliás a Mariana, já está convidada a vir me visitar para trocarmos figurinhas adocicadas. Ela faz muita coisa deliciosa, cookies que são uma perdição, sorvetes, bombons, e é bom eu parar de lembrar, para não babar no teclado, dá pra imaginar, uma semana, bem no meio do meu sugar free?
Eu não sofri quase nada.

Outra coisa que não contei é que, deixa pra lá, vamos só falar de coisa boa, para tentar concertar, umas coisinhas, resolvi passear todas as noites, assim que sair do trabalho, até encontrar um curso, ou algo que eu não precise desembolsar tanto dinheiro, na primeira noite, fui ao cinema, assistir, comer, rezar, amar.
Se não vou só adiando, e não faço nada por mim, trabalhei, mereço e fui, quem achar errado, que se tranque em casa e chore até pegar no sono.
Vejam o trailler, ouçam a musica, eu sou suspeita, gosto de Eddie Vedder .
Ah, vocês devem estar se perguntando, o que eu achei do filme.
Bom, eu gosto muito de ler e depois assistir, imagino eu, que o autor, deve verificar as cenas e aproxima las ao máximo da realidade, ou nem sempre. Fato é que eu gostei, foi bem sintético comparado ao livro e as vezes parecia uma maratona, quem não leu o livro, pode não achar lá grande coisa. O filme é bom, me fez chorar algumas vezes, o que não quer dizer muito porque na terça eu estava chorando por qualquer coisa. Mas também me fez rir, o que estava difícil no dia.
Ah, não vou deixar de dizer que o Neto, que é do contra, ao invés de pipocas, quis cachorro quente, lá vai ele com seu combo hot dog, sala de cinema adentro, e na hora de sentar na poltrona, só haviam duas mãos uma com o cachorro quente, outra com 1 lt de refri, adivinha quem foi pro chão, pra ele desocupar uma das mãos e abaixar a poltrona??? Ele mesmo o hot dog, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.
Eu chorava de rir, não sei se alguém percebeu, mas ele disfarçou um pouco, bebeu refri, abaixou, levantou, e num súbito, eis que ele me aparece sentado com o cachorro quente na mão, explicando que caiu com o papel para baixo e um sorriso muito amarelo.
Se não fosse pelo enorme saco de pipoca sairia do cinema, direto para a praça de alimentação, devorar uma boa massa, o Neto não ficou muito animado, até porque eu disse que queria um macarrão verde, e ele não tem um paladar muito aguçado, péssimo para uma futura chef, pastissier, mas chef.
Cheguei em casa cansada, nem olhei para a cozinha, no outro dia, salivei o dia todo pensando no tal macarrão verde.
Não sei se contei, mas sou meio avessa a macarrão, passei muitos anos, sem comer de jeito algum, só me reconciliei depois do yakissoba. Não é qualquer massa que eu como, tanto que fiquei um bom tempo no supermercado escolhendo qual comprar, gosto mesmo é de fazer, sei que é coisa de psicopata, mas vou fazer o que? Terapia? Não macarrão!
Eu já havia experimentado o tal pesto, na massa de pizza, como aperitivo,  e em espaguete, mas nunca havia preparado, encontrei uma ótima receita no Technicolor Kitchen , uma é brincadeira, tem alguma receita  lá que não seja divina? Eu to sempre por lá, não tenho tempo de comentar muito, no trabalho nem posso. Aproveito aqui para dizer que a Patricia é muito talentosa , e que não vou me cansar de tantas maçãs e limões siciliano, fiz também umas barrinhas de maçãs, só não postei ainda, em breve por aqui, ou, para quem quiser fazer logo.

Aproveito para sugerir, se é que ela não teve essa ideia ainda, de publicar um livro, com as receitas do blog, eu compraria com certeza, tem muitos blogs, que adoraria tê los em livro na minha cristaleira, o Technicolor é um deles.
Preparei meu talharim, tal qual a Patricia ensinou:

Talharim ao Pesto

400 grs de talharim
Molho:
2 colheres de nozes picadas
180 ml de azeite extra virgem
3 dentes de alho
1 e 1/2 xícara de folhas de manjericão-aperte bem na xícara para o molho ficar bem verde.
4 colheres de sopa de parmesão ralado
sal e pimenta do reino moída na hora
Modo de Preparo:
Coloque a água no fogo para cozinhar o macarrão.
Passe as nozes pelo processador, pulsando, reserve.
ainda no processador, coloque os ingredientes restantes do molho, e bata bem.
Depois de cozido o macarrão, reserve uma xícara da agua do cozimento e misture ao molho.
Despeje o macarrão numa vasilha e acrescente o molho.
Decore com nozes, parmesão e manjericão, sirva imediatamente.

A receita pede um bom vinho, claro que o Neto providenciou o vinho, ele só não contava que o abridor fosse quebrar, e o vinho continuar na garrafa até que eu faça outra massa, ou risoto e não me esqueça de comprar um saca rolhas decente.
Estou pensando numa massa a putanesca para a próxima, espero que não tenha que fazer uma dieta zero carboidrato para compensar.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails